Conteúdos

SAÚDE

Uma ovelha negra inconformada no #blacksheepfestival

Compartilhe via

Twitter
WhatsApp
Facebook
LinkedIn

No dia 19 de agosto, participei do Black Sheep Festival, um dos maiores festivais de inovação e criatividade do sul do Brasil, que aconteceu em Porto Alegre, em 4 salas diferentes com conteúdo simultâneo para mais de 800 pessoas. Foi até difícil escolher! Mas procurei tudo o que faz mais sentido para nossa atuação na Equilibrium.

Um ponto comum em tudo que vi foi a necessidade de reinventar-se a partir do entendimento centrado no ser humano, preparando indivíduos, empresas e serviços para nos orquestrarmos mediante o colapso desta civilização em tamanha transformação na era da Revolução Tecnológica. Quanto mais tecnologia incorporamos, maior nossa necessidade do fator humano.

Você já pensou em hackear-se? Esta foi a proposta de Alfredo Fedrizzi para descobrirmos as idealizações sobre si próprio, aceitando que nem todas versões de si são motivos de orgulho, e pode ser desconfortante olhar para si, conviver e aceitar estas questões. Mas é somente este incômodo que nos leva à reinvenção de si próprio, sendo autor de si mesmo. Ele coloca que 80% do nosso tempo é gasto para manter as aparências de nossas vidas pessoais e profissionais, agindo para agradar aos outros. Para nos hackearmos, precisamos deixar o fluxo da vida andar sempre atento às oportunidades e olhar a vida com curiosidade.

Por isso, Marilia Silveira, colocou de forma singular que: “Tudo e todos possuem o potencial inerente de se manter em evolução. A inovação precisa ser um hábito. É preciso questionar respostas antigas ou óbvias e estabelecer uma nova forma de pensar, sentir e agir diariamente”. Nosso desafio agora é movimentar mentes, conectar sentimentos e atitudes para que cada propósito se fortaleça em torno do ganho coletivo. Só assim as mudanças contribuirão com o nosso aperfeiçoamento e evolução como humanidade.

E se você pensa que o futuro demora, Peter Kronstron colocou em sua palestra eletrizante que o futuro é agora, e que está sendo construído por nós neste momento, pelas novas formas da sociedade agir. Por isso, precisamos observá-la e vivê-la. Estudar o futuro é debruçar-se sobre o imaginário. É um dos ingredientes mais importantes para nossa sobrevivência. Precisamos pensar o impensável. Ainda assim, o futuro não é uma tarefa exata.

Entretanto, ele é um otimista sobre o futuro do Brasil, e acredita que o país conseguirá sair desta crise e que empreendedores criativos são gerados no caos e tudo tende a melhorar. Todas as megatrends que estão ocorrendo globalmente têm um impacto local bastante distinto. E nossa maestria deve estar em pensar globalmente e agir localmente. Dentre as principais megatrends estão: 1) Polarização – tão evidente na política atual, mas também na área de alimentos e nutrição; 2) Sociedades do Network e do compartilhamento, que trocam a posse pelo uso, experiência e pertencimento; 3) Espaço mental – a batalha por conquistar espaço na mente dos consumidores; 4) Individualização, por exemplo levar os idosos ao entendimento da digitalização. E muito mais. Peter finalizou com uma frase que deixo para nossa reflexão: “O mundo muda em diálogo.”

A estrutura das novas organizações também se transforma. Você já leu “As Organizações Exponenciais”, de Salim Smail? Eu já e recomendo para que possamos entender o impacto da tecnologia em nossas empresas.

Felipe Morais Menezes trouxe em sua apresentação quatro características sobre a forma de pensar e agir das empresas que nascem e crescem com tecnologias que permitem um crescimento em ordem geométrica, diferente das organizações lineares, que inovam apenas de forma incremental. São estas: 1) A troca da posse pelo uso (vide Spotify, Airbnb e Uber); 2) A cultura DIYdo it yourself (com surgimento das impressoras 3D, por exemplo); 3) A co-criação mostrando que há alguém que pode resolver nossos problemas de uma forma melhor; 4) Redes distribuídas que incentivam acessar mais ao invés de ter posse, e que facilitam a cultura maker e permitem que co-criemos mais!

E no meio de tanta gente inteligente e material de reflexão, termino este artigo e compilado de informações com a citação de Gabriel Carneiro Costa: “Ser feliz é simples, o difícil é ser simples.” Com isso, cria-se uma enorme complexidade para assim ser reconhecido. Ele entende que é necessário deixar de seguir fórmulas prontas para o sucesso e a felicidade e passar a agir! Afinal, não existe mágica. Muita gente quer destino, mas poucos querem caminho.

Essa foi só uma pequena parte de todo o aprendizado! Se quer ler meu texto na integra postei lá no LinkedIn…clique aqui.

Desejo a você um questionamento sobre o nosso atual mindset com a proposta de hackear-se várias vezes ao longo do caminho rumo à felicidade pessoal e profissional! #sucesso

Foto_Cynthia

Por Cynthia Antonaccio

Sócia Diretora da Consultoria Equilibrium 

blog

Publicações relacionadas

Mejores Viviendas De Apuestas Durante Perú Top

Ставки На Спорт Онлайн Букмекерская Компания 1xbet

же Делать Ставки на Спорт В Букмекерских Конторах Правильно: советовать, Стратегии Для Начинающих Как Делать Ставки На Спорт же Ставить Ставки значит Content На только Лучше Ставить, чтобы Выиграть В Букмекерской Конторе Ставки на Сегодня, Расписание а Статистика Что ничто Новичкам Зарабатывать в Ставках? Тоталы – Индивидуальный Тотал, Тотал Угловых а Т Д Делайте Ставки […]

{“detail”:”Request Processing Time Exceeded Limit”} {“detail”:”Request Processing

fale com um especialista

soluções em conteúdo e serviços é com a Equilibrium