Já se foi o tempo em que o esmalte era apenas uma mistura líquida capaz de colorir as unhas, hoje eles estão “turbinados”, repleto de propriedades que antes eram exclusividade dos cremes faciais.

Os consumidores de hoje querem cuidar e tratar da pele, e não apenas disfarçar imperfeições. Na China, por exemplo, mais de um terço dos consumidores preferem investir em produtos de cuidados com o rosto ao invés de maquiagem. No Reino Unido, os consumidores são mais influenciados pelos claims dos produtos ao comprar esmalte do que maquiagem, ou seja, as unhas são o novo alvo dos cuidados pessoais.

De olho nesta tendência, as marcas de esmaltes estão explorando este novo conceito de tratamento, como a Nails Inc, marca britância de esmaltes, que lançou em 2016 um esmalte específico para ser usada a noite, com uma máscara detox para as unhas. No mesmo ano, lançaram também um esmalte com carvão em sua formulação para proteger as unhas contra poluentes. Nos EUA, os consumidores estão preocupados com a utilização de produtos químicos nos esmaltes, o que fez com que algumas marcas se inspirassem na gastronomia para buscar novos ingredientes como couve, açafrão e amêndoas que são considerados benéficos para a saúde da pele e das unhas.

No Brasil, lançamentos nesse segmento ainda são tímidos, mas tudo indica que os consumidores estão dispostos a pagar mais em produtos com valor agregado.

Fonte: Mintel