QNews

02 dezWORKSHOPS ONLINE DE INOVAÇÃO: É POSSÍVEL INOVAR COM EQUIPES REMOTAS?


Este ano , você planejou fazer um workshop de inovação envolvendo times diversos em um desafio da sua marca? No entanto, ele não saiu como esperava, ou você preferiu adiar até conseguir realizar de forma presencial? 

E agora? Você precisa fazer on-line e não sabe por onde começar? 

Nossos clientes tiveram o mesmo dilema. E por isso adaptamos metodologias da Equilíbrium para atender esse novo normal, em formatos inovadores e que já se mostraram efetivos. 

O trabalho remoto das equipes exige uma nova forma de pensar e estruturar ações digitais para que sejam efetivas.  Com o objetivo de resolver problemas complexos de forma simples, o Design Thinking (D.T.)   traz um modelo de conduzir a inovação colocando o  ser humano no centro. “Partindo deste modelo, adaptando outros conceitos de inovação como a Teroria U, utilizando ferramentas digitais, criamos nosso processo de facilitação de workshops de inovação, que também conta com a participação do cliente no seu planejamento,” 

Mas afinal, como aplicar workshop de inovação online no meu negócio?

Há inúmeros frameworks para workshops de inovação online . No entanto, o importante é construir um  processo capaz de provocar os times, ter uma  execução clara e amarrada com um próximo passo. Vale lembrar que as ferramentas são importantes, mas apenas o meio, não o fim. Uma sala ou uma tela cheia de post its não quer dizer nada, se não houver um desenho estratégico e uma visão de resultados para negócio, amarrado com o propósito da empresa. 

Para uma boa execução e engajamento dos participantes, é fundamental ter um líder dentro da empresa para gerar o engajamento e um ótimo alinhamento de expectativas. 

Um preceito fundamental do D.T. é a necessidade de  divergir ,  de criar novas rotas, evitar o bloqueio de ideias que à primeira vista pareçam impossíveis, para depois convergir e escolher ideias mais viáveis no curto prazo e projetar outras escolhas para o futuro. 

Por isso, com base em nossos aprendizados com os workshops de inovação online, deixamos algumas dicas:

  1. PREPARE-SE

Workshops online  exigem adaptação tanto na escolha de ferramentas, como na facilitação para aumentar o engajamento e a colaboração dos participantes. O tempo de preparo e trabalho no cenário digital é o mesmo que no presencial. Às vezes até maior. Para começar, siga estes 3 passos : 

– Defina os objetivos de forma bem clara;

– Decida com o cliente os participantes: entre cliente, agências e palestrantes, quem irá participar do workshop e das dinâmicas? Busque ter um público multifuncional. 

– Escolha os speakers e sugira uma agenda.  Equilibre o tempo de fala com o tempo de prática. Convide pessoas fora da área para ampliar o repertório.

  1. SELECIONE UM FACILITADOR 

Seja o workshop online  ou presencial, facilitador deve equilibrar algumas variáveis: o ânimo para manter o público engajado, o tempo para cumprir a agenda e evitar as distrações, as amarrações para conduzir o grupo a um desfecho.

Considerando algo que se tornou comum,  a ‘Fadiga de Zoom’ torna ainda maior  o desafio de manter a energia e foco das pessoas durante muito tempo seguido online. Entretanto há algumas maneiras de criar engajamento e conexão:

Proporcione dinâmicas de quebra-gelo  entre as sessões;

Compartilhe a agenda do dia (desde o início) e inclua intervalos cronometrados;

Inclua exercícios em grupos para que todos possam participar e sair do passivo de ouvinte. 

 

  1. DESCUBRA O WHITE SPACE DA SUA MARCA

Precisamos lembrar de considerar no workshop que a  inovação, segundo o Design Thinking  se fundamenta em 3 elementos – praticabilidade, viabilidade e desejabilidade.

  •         Praticabilidade: diz respeito aos fatores técnicos. O que é funcional e tecnicamente possível em um futuro próximo?
  •         Viabilidade: além de funcionar a inovação deve ser distribuída e produzida de um modo economicamente viável.
  •         Desejabilidade: o ser humano que usará esta inovação deve ser central para o DT como já colocado. Faz-se necessário portanto um estudo das atitudes,  para conhecer as motivações e crenças centrais do seu target Isso pode vir de pesquisas e dados, mas também da observação em campo, da etnografia. E hoje também do big data

É ai que inovação acontece, na sobreposição dessas 3 lentes. E um workshop precisa endereçar esta intersecção de qual white space sua marca pode explorar.

  1.   ENDERECE PRÓXIMOS PASSOS

Ao final, é fundamental entender como foi recebido este workshop pelos participantes e dar sequência no que foi iniciado. 

Para o feedback, sugerimos ao final do evento, enviar um link de pesquisa e pedir que todos preencham. Ou fazer ao vivo, na forma de um board colaborativo com três colunas: na primeira, o que foi bom. Na segunda, o que poderia ter sido melhor. Na terceira, ideias e sugestões.

Por fim e um dos passos mais importantes mantenha a chama da inovação acesa combinando os próximos passos.  Aliás, deixando já um calendário dos próximos encontros ou reuniões de time. 

Nós, da Equilibrium Latam, acreditamos que a inovação apenas começa no workshop online, mas ela acontece na rotina, nas agendas. 

Conte com nosso time para desenhar o melhor formato para sua empresa, sua cultura e budget. Vamos adorar facilitar o seu workshop de forma presencial ou digital, escolhendo os melhores speakers e dinâmicas para inspirar seu time do setor de alimentos, bebidas e suplementos no desenho  de modelos de negócios, posicionamentos de marca e conceitos de produtos que cruzam ciência, tendências de mercado, e anseios do consumidor quando o assunto é saúde e nutrição. 

Aguardo você para uma conversa! 😉


0 Comments

Leave A Comment

Deixe uma resposta